Apr 042017
 

Na próxima Terça-feira, dia 11, pelas 19h30, teremos o prazer de ter Ajahn Tiradhammo no Centro Upaya.
Haverá uma pequena meditação, seguida de uma palestra de Dhamma e espaço para perguntas e respostas.
Finaliza às 21h30.
Todos são bem vindos.

 

Ajahn Tiradhammo nasceu no Canadá em 1949. Enquanto estudava Engenharia, Geologia e Geografia na Universidade, resolveu interromper os estudos para realizar uma viagem pelo Médio Oriente. Essa aventura culminou num viagem de bicicleta do Paquistão ao Sri Lanka, onde ficou duas semanas no Island Hermitage e onde passou mais um mês a praticar meditação no Centro de Meditação Kanduboda.

Regressou ao Canadá e, depois de estudar mais um ano na universidade, decidiu viajar para a Tailândia de forma a intensificar a sua prática de meditação. Em 1973, chegou ao Mosteiro da Floresta Wat U-Mong, em Chiang Mai, onde iniciou um longo período de meditação intensiva. Quatro meses mais tarde ordenou-se como monge noviço e um ano depois ordenou-se finalmente como bhikkhu, em Wat Meung Man, com o Venerável Tong.
Dois anos mais tarde, e de forma a ficar mais próximo de Ajahn Chah, mudou-se para Wat Pah Pong e Wat Pah Nanachat. Fez várias peregrinações (tudong) pelo nordeste da Tailândia e nas montanhas de Chiang Mai, visitando muitos mestres de meditação da floresta famosos.

Em 1982 foi convidado para Inglaterra para ajudar no desenvolvimento dos mosteiros. Passou dois anos no Mosteiro de Chithurst e ficou três anos responsável pelo Vihara de Harnham. Em 1988, ajudou a estabelecer o Mosteiro de Dhammapala na Suíça, onde foi monge sénior até 2005, altura em que se mudou para a Nova Zelândia. Aí assumiu a posição de Abade de Bodhinyanarama, em Wellington até 2012, altura a partir da qual se aposentou das suas funções, tornando-se num monge itinerante.

Sendo monge há mais de 42 anos, Ajahn Tiradhammo é assim um dos monges mais séniores da tradição de Ajahn Chah.