Dec 062012
 

Ajahn Candapalo, monge Budista Theravada da Tradição da Floresta, vai estar presente na União Budista Portuguesa, na próxima terça-feira dia 18 de Dezembro, pelas 19.30.

Após o habitual período de meditação, Ajahn Candapalo dará uma palestra, encontrando-se depois disponível para responder às questões que eventualmente lhe sejam colocadas.

 

 ◊♦◊

 

Ajahn Chandapalo nasceu em Inglaterra, em 1957. Estudou Engenharia na Universidade

de Lancaster, onde durante o último ano do curso, se interessou por meditação budista.portrait_Chandapalo

Esse interesse surgiu de uma investigação pessoal sobre o significado e o propósito da vida.

Pouco antes de terminar a sua licenciatura, Ajahn Chandapalo teve o seu primeiro contacto

com monges budistas, tendo estado com Ajhan Sumedho e outros monges, na celebração

do Vesak, em Manchester. Logo nessa altura sentiu-se imediatamente atraído pela presença sóbria e serena dos monges.

Durante o seu Doutoramento em Engenharia Biomédica, na Universidade de Dundee, continuou a praticar meditação e a ler ensinamentos do Buddha. Teve também a oportunidade de conhecer Ajahn Chah, durante a última visita deste a Inglaterra.

Quando terminou os seus estudos, começou a trabalhar em Glasgow e, durante as férias, visitou o mosteiro de Chithurst. Nessa altura percebeu que a sua sincera vocação era a vida monástica.

Recebeu a ordenação de Anagarika em 1980 e a ordenação completa (upasampada) em 1982. Residiu em muitos dos mosteiros da Europa e viveu um ano na Tailândia. Em 1993 foi convidado para residir em Santacittarama, em Itália, onde é abade desde 1996.

Nov 072012
 

Como trazer a meditação a todos os momentos do dia

 

Tan Subhaddo irá liderar um Workshop de Meditação composto por três sessões, nos dias 11, 18 e 25 de Novembro, das 16h30 às 18h.

O workshop será composto por períodos de meditação guiada, meditação a andar, breves explicações e silêncio.

Haverá também períodos dedicados a ‘Perguntas e Respostas’. Encorajamos vivamente os participantes a colocar questões de forma a compreender e a consolidar a prática da meditação em todas as situações da vida diária: a trabalhar, a andar, a conversar, em lazer, etc…

Todos são bem-vindos, quer tenham muita ou pouca experiência. Cada sessão será independente mas convidamos a participar em todas de modo a haver seguimento no desenvolvimento da prática da meditação.

Não é necessário reservar lugares, basta comparecer, mas se avisar da sua participação com alguma antecedência isso ajudar-nos-á a preparar a sala.

 

Morada: 

Budismo Theravada da Floresta

Estrada Nacional 116 (Cabeça Alta), Quinta do Pinhal

Pinhal de Frades

2655-420 Ericeira

Telefone/Phone: +351 261 863  787 / Telemóvel/Mobile: +351 969458367

e-mail: mosteirotheravada@gmail.com

 

Para mais informações:       

www.sumedharama.pt

Oct 112012
 

Tord Pah Bah

Tort Pah Web Top2

CONVITE

 Convidamo-lo para a celebração do final do primeiro Vassa dos monges Theravada em Portugal,

no dia 4 de Novembro de 2012, no Vihara Lisboa (Mosteiro).

 

Programa

 

10h00 – Chegada ao Vihara  (traga uma refeição para partilhar)

10h30 – Pedido dos cinco preceitos, seguido de cânticos

11h00 – Oferta de arroz (Pindapat)

11h30 – Oferta de refeição aos monges e almoço para a comunidade leiga

13h00 – Sua Excelência o Embaixador da Tailândia oferece o tradicional hábito monástico

13h10 – 13h40 – Palestra por Aj. Vajiro

 

A partir das 14h00:

 

  • Conversa informal com os monges
  • Apresentação de documentários: “A via consciente” e “Um dia em Amaravati”
  • Exposição do projecto para a construção do Mosteiro
  • Distribuição de livros e de calendários para 2013

 

16h30 – Conclusão da cerimónia e agradecimento

 

 

 ♦◊♦

 

Na época das chuvas (Vassa), na Ásia, (período correspondente ao Verão na Europa) os monges comprometem-se a permanecer num determinado local durante três meses.

Reza a história, que no fim desse período, o Buddha permitiu que os monges procurassem tecido com o qual poderiam remendar o seu hábito antigo ou mesmo fazer um novo. Com o passar do tempo as pessoas começaram a pendurar tecido nas árvores para que os monges os pudessem ‘encontrar’. O costume desenvolveu-se então de forma a que não apenas pedaços de tecido eram deixados nas árvores, mas também os hábitos já feitos. As pessoas viram aqui uma oportunidade de fazer ofertas de outros requisitos aos monges, como um gesto de suporte e apreciação da prática destes. Criou-se assim a cerimónia hoje chamada Tord Pah Bah, expressão tailandesa que significa ‘oferta de tecido da floresta’.

Nesta mesma cerimónia os monges oferecem palestras sobre o Dhamma, havendo também um período  onde as pessoas têm a oportunidade de se encontrarem e falarem com os monges de forma mais informal. Neste evento torna-se bastante evidente a interligação da comunidade leiga com a monástica e de como ambas beneficiam desta dinâmica.

Jul 202012
 

 Monges na Vihara de Lisboa

Informamos que já existe em Lisboa, um espaço para servir este propósito, como suporte para os monges realizarem as suas práticas monásticas e também para todos aqueles que quiserem desfrutar desta oportunidade. Sendo a prática da meditação e de pujas (práticas devocionais) parte da rotina dos monges, estes períodos estarão abertos a todos os que neles quiserem participar. Assim, a primeira meditação do dia terá lugar das cinco às seis da manhã e a segunda das sete e meia às oito e meia da noite.

Gostaríamos de avisar também que os monges estarão disponíveis desde as seis e meia tarde, para todos aqueles que queiram desfrutar do silêncio da sala de meditação ou que queiram trocar impressões com aos monges.

Os monges que se encontram a residir no Mosteiro em Lisboa são: Ajahn Vajiro (monge sénior – Inglês), Tan Subaddho (Inglês) e Tan Kancano (Português)

Relembrando que esta é uma tradição mendicante e que os monges dependem da restante comunidade para o seu sustento diário, informamos que a refeição diária destes terá lugar entre as 10h30 e as 11 horas da manhã e que quem quiser oferecer o sustendo diário (comida) aos monges poderá fazê-lo. O melhor será ligar previamente para o Mosteiro, no dia anterior ou com mais tempo de antecedência, para que seja assim mais fácil a realização e organização destes eventos.

Assim, as oportunidades diárias de participar neste espaço serão as seguintes:

5h00 – 6h00  – Meditação da manhã

10h30 -11h  –Oferta da refeição/dana

18h30 – 19h30  – espaço aberto para perguntas e respostas

19h30 – 20h30  – Meditação da noite

21h  – hora de recolhimento; o mosteiro encerra as actividades do dia

Ainda que real este espaço é, no entanto, temporário pois espera-se de futuro encontrar uma área de campo, onde se possa construir o Mosteiro, para que todos venham a usufruir de um espaço mais amplo e natural.

o Sangha Português

 

Budismo Theravada da Floresta

Quinta do Pinhal, EN 116

Pinhal de Frades

2655-420 Ericeira

e-mail: mosteirotheravada@gmail.com

website: www.sumedharama.pt